quinta-feira, 10 de março de 2011

Isca de contra filé.

*Sabe quando você compra um tanto de bife (ai, bife é uma palavra tão... tão... tão pobre detected; tipo 'mistura', sabe; mas é o que tem pra hoje), e frita um pouco pro almoço, mas sobra um pouco e você não quer feder a casa, o cabelo e a roupa de novo(vai, capaz de feder sim, mas bem menos); e também não tá a fim de comer bife frito de novo?

Pega os bifes, corta em tirinhas, joga na panela; deixa dar uma pegadinha marota e as tirinhas ficarem com uma cor nham-nham.

Joga lá um tanto de cebola em rodela (ou do jeito que você quiser), pimentão em tiras, tomate (eu tiro a pele do tomate; quando cozinha fica tipo uns fiapos e eu não gosto) e, se você for a louca da cenoura como eu, rala um pedaço de cenoura.

Deixa a cebola pegar uma corzinha, o tomate dar uma murchadinha (é o ponto que eu gosto), mexe tudo e TCHANS!, tá pronto.



Esse pãozinho aí é que eu tava vendo uma revista e tinha uma foto de porção de isca de contra filé dum boteco, e tinha umas rodelinhas de pão francês, e eu fiquei com vontade e imitei; sou dessas. Com azeite, porque azeite é VIDA; boto azeite na comida na panela e no prato; adoro um arroz fresquinho regado no azeite, torrada com azeite, sexo com azeite QUASE tudo com azeite fica bom.

Sijoga!


*Muitas vezes eu peguei dicas de o que fazer no almoço com as mina firmeza do twitter; favoritei tudo. Vou resgatar essas dicas e vou botando aqui também, ok. Me sigam lá, seus lindos: @bia_francisco

10 comentários:

  1. Adoro seu texto, principalmente as ressalvas como as palavras que são associadas, tipo mistura = pobreza, hahahahaha #rioalto, mas me identifico, hahahaha.

    ResponderExcluir
  2. Só você pra tornar tudo divertido! haha Menina, azeite é VIDA mesmo. Ponho azeite em tudo. Quer dizer, quase tudo, né? :-)

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Adorei!
    Nunhca pensei em fazer em casa essa comidinha tipo de boteco!
    Aprovada e testarei na primeira oportunidade!

    ResponderExcluir
  5. E esse arroz soltinho hein?
    Aaaafffmaria!
    Coisa de deusa!! ^.^

    ResponderExcluir
  6. nham nham nham nham nham

    Ai q fome!!!!

    ResponderExcluir
  7. Inspirou meu almoço de hoje, obrigada :)

    PS: sempre falei "bife" e nem desconfiava que tava passando atestado de pobre, menina. como é o jeito phino?

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bia, cheguei aqui pelas mãos da Grazi e me identifiquei totalmente. Pensar em cardápio é sempre a parte mais difícil do meu dia.

    ResponderExcluir
  9. Quando calha de compra filé aqui (porque pelo preço que tá, não é sempre MESMO), eu compro o pedaço, que sai mais barato o quilo. Separo bifes bonitões e ficam varias pontas e rebarbas que eu também transformo em iscas e congelo pra "emergências".

    Estas iscas viram coisas tãããão gostosas! Dependendo da quantidade vai de strogonoff a sanduíche. É, lindona... SANDUICHE-ICHE-ICHE. Coisa de pobre?

    Iscas de filé douradas com cebola, sal, pimenta e azeite. Reserva.
    Faz um molho de gorgonzola (ou o queijo de sua preferência) e 'monta o bicho' numa ciabatta.
    Ciabatta aberta, põe as iscas, tiras de tomate, joga o molho de gorgonzola e leva pra GRATINAR no forno.

    Menina... é de comer rezando, fica com cara de sanduba mega chique, e faz teu marido fazer todos os favores sexuais que você pedir (tipo: massagem nos pés por 1 hora inteirinha. MUAH!)


    Beijos, lindona!!

    (Amei o blog, já vou linkar no Another Girl!!!)

    ResponderExcluir
  10. Esse ne gócio de iscas é bom né, eu sempre faço, de bife, de frango de tudo.... haha

    Adorei o "louca da cenoura", esses dias estava pensando nisso... parei quando fazia o almoço e olhei para a panela...e pensei, nossa, eu sempre ponho cenoura na comida... todos os dias, tem alguma coisa com cenoura! credo! hehe

    beijo

    ResponderExcluir